ExpoLondrina é vitrine para lançamentos de máquinas e veículos

Expositores atendem clientes de Londrina e regiões distantes

O setor de máquinas agrícolas e veículos é um dos que mais chamam a atenção dos visitantes na ExpoLondrina. E é também um dos que mais geram negócios. Ali ficam os sonhos de consumo de pequenos a grandes produtores rurais.

Mas se você pensa que só se vende caminhonetes nos dias de feira, está muito enganado. Na concessionária Chevrolet, teve cliente saindo da ExpoLondrina dirigindo Camaro, um carrão esportivo de R$ 350 mil.

Na mesma concessionária, a Metronorte, as vendas na ExpoLondrina cresceram 15% em relação ao ano passado. Até o fim de semana, foram mais de 100 veículos vendidos. Segundo o diretor comercial, Waldir de Resende, as vendas ficaram concentradas em dois modelos: a caminhonete S10 (para os produtores) e o Ônix (para as famílias). “Nós temos descontos e facilidades para todo o tipo de comprador. Estamos prontos para atender todas as necessidades. É só chegar, negociar e sair de carro zero”.

A Ford Tropical recebeu clientes da região e também compradores que vieram de muito longe para aproveitar as facilidades de compra oferecidas durante a Exposição. A concessionária recebeu a visita de clientes de Curitiba, Faxinal, Bandeirantes e de Mato Grosso. A semana foi de vendas para produtores que estavam atrás de   caminhonetes para trabalhar, por isso, foram vendidos só modelos movidos a diesel. “Estamos fechando este ano acima das vendas de 2018, muitos clientes vieram atrás de descontos e aproveitaram a feira para negociar”, explica o gerente comercial, Rodrigo Sanches.

O último fim de semana foi de fechamento de negócio no estande da Norpave / Cipasa, concessionária Volkswagen. Segundo a responsável pelo Marketing, Carol Moraes, as vendas durante a semana foram muito boas, mais de 90 carros vendidos, e o fim de semana vai ser para superar a meta de vendas. “Tivemos um fluxo muito grande de pessoas que vieram até o estande para conhecer os novos modelos e os descontos especiais que oferecemos na ExpoLondrina. Então, o homem vem e namora o carro durante a semana e no fim de semana, ele traz a mulher e os filhos e acerta a compra. Teve um cliente que veio essa semana todo dia para ver o carro e no último sábado, chegou com a família e fechou negócio”. Os modelos mais procurados no estande são aqueles próprios para o campo, como a Amarok e a Saveiro. A concessionária apostou no lançamento do seu primeiro modelo SUV, o T- Cross, durante a ExpoLondrina e em dois dias vendeu mais de 10 unidades.

A concessionária da Nissan aposta na “compra pela emoção” para superar em 40% as vendas na feira de 2018. “Muitos clientes vêm aqui, conhecem o veículo, fazem o test drive e negociam as formas de pagamento. Na Exposição, o cliente se apaixona e já fecha negócio”, explica o gerente comercial Márcio Vinicius Ruiz. A caminhonete Frontier é o grande atrativo de vendas na ExpoLondrina, mas o Kicks, modelo SUV da marca, também chama muito a atenção de quem passa pelo estande.

 

Setor de Máquinas está de olho nas vendas futuras

 

As revendedoras de máquinas agrícolas encontraram na feira um produtor rural cauteloso. O preço baixo da saca da soja e a redução na produtividade, consequência da estiagem das últimas semanas, impactaram nas vendas durante a feira.

Apesar disso, muitos produtores passaram pelos estandes atrás dos lançamentos e acabaram investindo nos consórcios de máquinas agrícolas. Muitos investiram em cartas de crédito de R$ 1 milhão.

“Enquanto o produtor aguarda o lançamento de novas linhas com juros menor, ele aproveita para comprar o consórcio, que vira um investimento futuro”, explica o gerente de vendas da DHL Tratores, Adauto Rocha.

Para a New Agro, revendedora da New Holland, a semana foi de prospecção e a expectativa é de crescimento com as vendas futuras. “O produtor rural está muito ansioso. Ele está esperando o anúncio do governo sobre plano safra e já está de olho na máquina que quer comprar. Fizemos muito contatos aqui na ExpoLondrina e esperamos concluir muitas vendas nas próximas semanas”.

Depois de dois anos sem participar da ExpoLondrina, a Massey Fergunson comemora as vendas nos dias de feira. Fernando Machagata, gerente comercial da revendedora, a Kato Tecnologia Agrícola, conta que o fluxo de pessoas no estande foi grande durante toda a semana e muitas vendas foram fechadas no parque. “ A feira foi ótima para a nossa empresa. Além de fechar muitos negócios, fizemos muitos contatos com novos clientes e vamos finalizar as vendas em breve. A ExpoLondrina foi uma importante vitrine para os nossos equipamentos e isso acabou revertendo em muitas vendas. Foi um ótimo retorno”, comentou Machagata.

 

Notícia anterior Sociedade Rural anuncia... Próxima notícia Jatobá Agricultura e...