De roupas de bonecas a mega-hair, Pavilhão Internacional tem de tudo um pouco
10 abril

De roupas de bonecas a mega-hair, Pavilhão Internacional tem de tudo um pouco

O Pavilhão Internacional da ExpoLondrina 2019 reúne mais de 50 estandes de diversos segmentos e muitas novidades que vão de roupas de couro, bijuterias e calçados, a roupas de bonecas e mega-hair. Os expositores são do Paraná, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Quem visita o parque não deixa de conferir as novidades para todos os bolsos e gostos.  Este ano, algumas delas chamam a atenção, como o estande TJI Artesanatos, que está comercializando roupas das bonecas Barbie e Baby Life, confeccionadas pela estilista e modelista Isaura Ueda, de São Paulo, que já fez roupas de festas para gente grande no passado.

Para a ExpoLondrina, Isaura trouxe modelitos de festas das principais princesas da Disney, vestidos típicos de camponesa, espanhola e até lingeries. As peças, ricas em detalhes de renda e brilho, chamam a atenção de crianças e até adultos. Os preços variam de R$ 20 a R$ 65.

Isaura também faz penteados em bonecas. “Me formei no curso de costureira aos 12 anos e o de cabelereira, por imposição do meu pai, fiz na adolescência, mas nunca trabalhei como cabelereira. Só com bonecas”, comentou Isaura.

O marido, Belmiro Oliveira, disse que os vestidos de festas para adultos, confeccionados no ateliê de Isaura, eram usados por mulheres que frequentavam festas em Los Angeles. Ela diz que desenha os modelos quando vem a inspiração. “Pode ser no meio da noite, levanto e desenho para não esquecer”, diz.

 

Vidente

Outra novidade na feira, é o estande do SOS Carlinhos, vidente famoso no Brasil por prever fatos. Em 2014 previu que o Neymar não jogaria nos dois últimos jogos da Copa. Também diz ter previsto o acidente com o avião da Chapecoense; e ainda o acidente com o presidenciável Eduardo Campos, que morreu na queda de avião poucos dias antes das eleições; a doença do jornalista Marcelo Resende, que morreu de câncer no ano passado, também teria sido prevista.

No estande, Carlinhos está fazendo consultas gratuitas e marketing para aumentar seus seguidores nas redes sociais. Contou que 29 milhões de pessoas o acompanham nas redes. “Aqui não cobro nada, tem gente que não entende porque estou aqui. O que eu ganho aqui são valores não é dinheiro”, diz ele que percebeu ser sensitivo aos 9 anos.

Sapatos para diabéticos ou para quem tem necessidades ortopédicas são atração no estande de Romeu César Gosuem, que veio de Franca (SP) com uma linha confort. Os sapatos, chinelos, sapatilhas e botas são confeccionados com couro de carneiro, que são mais leves e resistentes, próprio para quem tem problemas nos pés. Romeu está pelo segundo ano na ExpoLondrina.

Para quem quer dar uma mudada no  visual, a sugestão é que passe no estande do Cabelo, de Curitiba, e pela primeira vez na ExpoLondrina. Lá se faz apliques de mega-hair com cabelos naturais. Tem para todos os gostos, louro, castanhos, pretos e acaju, lisos e alguns um pouco encaracolados. O responsável pelo estande, Denilson Costa, diz que a pessoa pode sair do estande com o novo visual em poucos minutos. “ Temos a opção mega-hair fixo e o tic-tac, que pode ser retirado e colocado a qualquer hora”, disse. Os preços variam de R$ 500 chegando até R$ 3 mil.

Semijoias

A Iluminar é uma marca de semijoias, de Santa Catarina, que trabalha com pedras brasileiras naturais. Está na feira com anéis, brincos e correntes em vários formatos e pedras diversas lapidadas. O representante Cléber Macedo diz que as peças têm dois anos de certificação.

Elizabeth Rodrigues veio de Aparecida do Norte (SP) para participar da ExpoLondrina pela primeira vez. Além de artigos religiosos, ela trouxe quadros de madeira com frases e desenhos diversos. Elizabeth diz que seu forte são as feiras religiosas, mas decidiu vir para a ExpoLondrina arriscar um público diferente.

De Serra Negra, São Paulo, Marcelo Fornari, veio para a feira com sapatos e bolsas de fabricação própria. Ele só utiliza couro nos acessórios. Os porta-moedas em retalho de couro estão a partir de R$ 9,90 e, sapatos, ao preço máximo de R$ 69,90.

 

Artesanatos

Para quem gosta de artesanato, duas associações de mulheres que trabalham com bordados a mão, peças em tricô e crochê, expõem tapetes, toalhas, caminho de mesas, panos de prato, entre outras peças de cama, mesa e banho. São as Associações das Mulheres Batalhadoras do Jardim Franciscato e a Associação de Mulheres do Jardim Bandeirantes, que fazem um trabalho social nos bairros.

Por 12 anos consecutivos, José Soares, faz sucesso com a venda de roupas indianas na ExpoLondrina. Ele tem um público fiel, que retorna todos os anos. Batas, vestidos, blusas, calças podem ser encontradas a partir de R$ 30 podendo ser parcelados em até três vezes. Ele salienta que as roupas indianas são todas em tecido confortável de algodão.