Começa nesta sexta (12) a 4ª edição do Hackathon Smart Agro

A maratona vem, este ano, com novo formato focando o mercado

 

A 4ª edição do Hackathon Smart Agro começa nesta sexta-feira (12) e vai até domingo (14), no auditório Agro Inovação do Pavilhão Smart Agro. A solenidade de abertura está programada para as 18h15 com a participação dos organizadores Senai, Sebrae e Sociedade Rural do Paraná.

A maratona termina no domingo, por volta das 12 horas. A partir das 14 horas terá início a avaliação, pelos jurados, dos trabalhos apresentados. E a premiação está marcada para 17 horas.

O 4º Hackathon vem em um novo formato com a participação de startups em diferentes fases de desenvolvimento, mas já com uma estrutura mínima para ingressarem no mercado. Inscreveram-se para o evento 37 startups (cerca de 100 pessoas) e foram selecionadas 20.

Após a abertura oficial, um painel  com o tema “Como as grandes corporações investem em agritechs”, com a participação de Lucas Tomas (Rumo), Daniel Lange (Bosch), André Galetti (Cooperativa Integrada); Pedro Sella (Parque Tecnológico Itaipu) sob a moderação de Lucas Ferreira, do Sebrae Paraná.

Um segundo painel, com início às 19h45, também está programado. O tema será “ Ecossistemas Agritech Brasileiro e Americano. Participam Felipe Gonzales (Plug and Play); Omer Gozen (Yeld Lab); Dario Maffei (Indigo Agriculture); George Hiraiwa (SRP Valley) e o moderador Luiz Fernando , da Plant Project.

Ao final dos painéis, as 20 startups selecionadas serão apresentadas ao público e às 22 horas iniciam um meetup e networking com parceiros do Ecossistema de Agritech.

Hackathon

O Hackathon Smart Agro 2019 agora irá oportunizar que startups que já avançaram em seus conceitos, produtos e validações, avancem também em seu potencial de mercado - diferente das três últimos edições realizadas, quando as equipes se reuniam e apresentavam um protótipo de um modelo de negócio.

As starturps participantes são acompanhadas por mentores de todo o Brasil presentes no evento, desenvolvendo temas como oportunidades de mercado, inovação, vendas, planejamento, negócios, operação, experiência do usuário, validação, busca de investimentos, entre outros.

Os projetos serão avaliados conforme o avanço no modelo de negócio e o potencial mercadológico, entre outros critérios. As premiações serão variadas e  seguirão este modelo. A Sociedade Rural do Paraná premiará quatro startups, que serão selecionadas para a Aceleradora Go Agritech; o Sebrae selecionará quatro para o programa de pré-aceleradas  e uma startup para a final do Sebrae Like a Boss no Startup Summit..

O Senai premiará duas startups com 40 horas de consultoria no IST para prototipação; três startups receberão do Sicoob o prêmio de três mil reais; a Cooperativa Integrada selecionará duas startups para pré-incubação; uma startup participará do programa de Open Innovation da Embrapa Soja; três serão convidadas pelo Iapar para validação e parcerias; a investidora Smart Value selecionará uma startup para o processo de Due Diligence; a Bosch convidará algumas startups para pré-incubação no Hub de Inovação da empresa; entre outros prêmios.


 

Notícia anterior Sociedade Rural anuncia... Próxima notícia Seleção de campeões...