Certificação garante qualidade de alimentos
09 abril

Certificação garante qualidade de alimentos

Garantir qualidade, diferenciação e competitividade de produtos alimentares. Este é o principal objetivo do Selo Alimentos do Paraná, uma certificação do Sebrae-PR, que trabalha a qualidade e a segurança alimentar nas empresas há dois anos.

As empresas participantes precisam apresentar bons índices de conformidade no programa, que visa melhorar os processos produtivos, aprimorar a qualidade dos produtos e incentivar boas práticas de gestão em micro e pequenas empresas do segmento de alimentos e bebidas.

Hoje, 101 empresas paranaenses têm a certificação, sendo 25 no Norte do Estado. Elas são dos segmentos mais variados: suco, panificação, mel, cozinha industrial, pipoca, biscoito de polvilho, entre outras.

Durante a ExpoLondrina, empresários do ramo alimentícios poderão saber uma pouco mais sobre a chancela, participando do Seminário – Selo Alimentos Paraná, que será realizado pelo Sebrae, das 8 às 12 horas, no Pavilhão Smarth Agro, nesta quarta-feira (9 de abril).

O evento abordará boas práticas de fabricação, vida útil de prateleira e os cuidados com os produtos alergênicos. Também será divulgado o Selo Alimentos Paraná.

De acordo com o consultor do Sebrae-Londrina, André Azevedo, o selo tem validade de 12 meses e garante por esse período que a empresa passou pelo processo de auditoria, cujos critérios exigidos para certificação são as boas praticas em gestão e em segurança de padrão alimentar.

O programa é dividido em duas partes. Uma trabalha com a gestão da empresa e a outra com processos de produção, que precisam ter 80% de aprovação. "Quando a empresa consegue atingir esses dois níveis, ela é considerada apta a receber o selo. Para isso, a empresa passa por uma auditoria, realizada pelo Tecpar -  Instituto de Tecnologia do Paraná – e um comitê gestor," explica Azevedo.

A certificação é um produto que o Sebrae tem dentro de seu portfólio de soluções disponíveis para as empresas que querem aprimorar a qualidade dos produtos.

"Quando a empresa é apta, ela pode usar o selo, durante o período de vigência em materiais promocionais e a identidade visual nas embalagens. A empresa também está habilitada a participar de algumas ações que o Sebrae realiza para ganho de mercado, como participação em feiras e rodadas de negócios", afirma André Azevedo.

Ele informa que o Sebrae tem um recurso disponível para fazer um diagnóstico e preparação das empresas que querem passar pelo programa.